Profissão de barbeiro resiste ao tempo

barbeiro 003.jpg

Ontem foi comemorado o Dia Nacional do Barbeiro, uma das profissões mais tradicionais do mundo. Apesar da tradição, o barbeiro vem perdendo seu espaço para os grandes e modernos salões de beleza. Atualmente são poucos estabelecimentos que mantém esse serviço. Quem é acostumado a fazer a barba e o cabelo em barbearias pode ter que mudar seus hábitos, pois os barbeiros estão em extinção.
No Centro de São Vicente por exemplo existem apenas duas barbearias que sobrevivem dos clientes fiéis, que não trocam a perfeição do serviço oferecidos. Carioca como é conhecido, exerce a profissão de barbeiro há 55 anos, e diz que os barbeiros estão com os dias contados. “Essa profissão está em decadência porque antigamente existiam profissionais sérios e que aprendiam com seus pais, hoje em dia poucas pessoas fazem barba no salão”, conta. Para ele, que aprendeu o ofício com seu pai, está faltando interesse da nova geração. “Hoje em dia com quatro dias de curso já se abre um salão e se torna barbeiro, sem qualificação”, completa Carioca que trabalha no Salão Rio.
Já João Rodrigues Felix, que exerce a profissão há mais de 60 anos no Salão Valete de Paus, não indica a profissão para ninguém. “Hoje em dia a gente sobrevive e só. A profissão está acabando pois o que surge são cabeleireiros”, comenta. Segundo ele os jovens não se interessam pelo ofício por não trazer lucros futuros. “Já foi a época que valia a pena ser barbeiro, hoje não dá mais. Para começar tem que procurar uma coisa melhor”.
A tecnologia e a modernização dos aparelhos de barbear também contribuíram para o afastamento dos homens. Hoje em dia muitos homens preferem fazer a sua própria barba, em casa. Os novos salões trazem novas técnicas e tendências que atraem mais clientes.
As barbearias se tornaram obsoletas para muitos, mas a perfeição e o capricho dos antigos barbeiros é incomparável. A habilidade com as lâminas e a rapidez fazem do barbeiro uma profissão única.

Início

Mas a profissão de barbeiro é muito antiga. Na Grécia, as imagens utópicas das divindades mitológicas assumiam um ideal de beleza e perfeição corporal. Essa preocupação estética levou à necessidade de um espaço exclusivo e adequado para o tratamento de beleza, incluindo o capilar. Assim, surgiram os primeiros salões de beleza e a profissão de barbeiro, exclusiva do sexo masculino. Já nessa época, os barbeiros completavam os penteados com falsos cabelos.
Os homens pertencentes à nobreza e os guerreiros, apresentavam cabelos compridos, sustentados por faixas, correntes ou condecorações. Os adolescentes copiavam os penteados de Apolo e Arquimedes, enquanto os velhos e filósofos usavam cabelos longos e barbas densas, como símbolo de sabedoria. As barbas e bigodes eram cortados com ponta de lança, à imagem de uma sociedade de gladiadores.
Os escravos, que não se distinguiam dos homens livres, apresentavam cabelos curtos e lisos, não se permitindo barbas nem bigodes. Nas antigas culturas, quem pegasse na barba ou cabelo de uma pessoa, era severamente punido, pois significava um atentado à honra e uma intromissão em sua psique. Assim, a profissão de barbeiro foi associada à manutenção da saúde física do indivíduo.
A sangria era um lucrativo setor desse ofício. Nos séculos XVI e XVII, os barbeiros foram acusados de praticar a sangria despudoradamente.
Só no século XIX, o oficio de médico e de cirurgião dentista foi separado da profissão de barbeiro, porém, alguns continuaram a atuar como dentista até bem pouco tempo. No século XX, surge a figura feminina nos salões de barbeiros, tanto no exercício da profissão quanto na clientela. Os salões tornaram-se unissex e parece que essa tendência veio para ficar por muito tempo.

Obs:
Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente o ponto de vista da Editora, podendo até mesmo ser.


  1. 27 Comentários para “Profissão de barbeiro resiste ao tempo”

  2. Sou barbeiro desde 1993. Trabalhei como cabeleireiro com minha esposa
    mas optei por atender somente o público masculino e deichar a clientela
    feminina para ela pois acomulava muntos clientes masculinos e sómente
    eu atendia este público, agora o salão feminino mudou em frente e o salão
    masculino continua no mesmo lugar mas como barbearia e esta funcionando
    munto bem. Hoje tenho 34 anos e sou barbeiro de profissão tenho muitos clientes que fazem barba e cabelo e não acho que o barbeiro vai acabar o meu filho de 15 anos quer aprender o ofício e trabalhar comigo na barbearia
    e eu estou muito satisfeito.

    Cuiabá, 30/01/2007.

    Por Cleber A. da Silva em jan 30, 2007

  3. concordo com o argumento do Cleber,estou na profissão há 27 anos e tenho dois salões unissex e no proximo mês (maio)estarei inaugurando um salão masculino.O oficio é muito gratificante e ensinei a todos os meus filhos a profissão.Eles estudam em boas escolas e os mais velhos (2 no ensino medio e dois na faculdade) estão ajudando cada vez mais nos salões e se interresam bastante pela profissão.O futuro nesta fatia masculina e muito maior do que no passado.Hoje os homens se cuidam mais e não tem preconceitos .Os salões de barbeiros foram diminuindo por preconceito e falta de investimento dos proprios profissionais.Iremos provar isso nos proximos anos. Mogi das Cruzes,02/04/2007.

    Por claudir benitez ferreira em abr 2, 2007

  4. Nao acredito na extinçao das tradicionais barbearias. O que houve foi uma defasagem dos profissionais quanto as novas tecnologias, serviços e maneira de atender a demanda atual.
    Evidente que os saloes e as clinicas de beleza dominaram o mercado de maneira assustadora. Mas é preciso estarmos atentos. Existe uma fatia do mercado que busca os serviços de barbeiros à moda antiga.
    O requinte das peças de barbearia (antigas) os cromados, as cadeiras ferrante, tesouras, navalhas (navalhetes), toalhas brancas espelhos, loçoes, guarda-pó, chapeleiro, radio, etc. podem e devem ser considerados elementos mais que suficentes para uma coisa chamada: fetiche.
    E o fetiche é elemento para uma coisa chamada: valor agregado.
    Dinheiro senhores. Dinheiro. Freguesia. Satisfaçao. Sucesso.
    Nao podemos parar o tempo. Mas isso nao significa que a beleza e o requinte do passado deva ser abandonado. Pelo contrario, sao fortes aliados da gente.

    Por jeferson william mueller em abr 8, 2007

  5. Penso que esta atividade esta acabando sim, pois o modelo esta mudando e atpe aqueles que tem como profissão de barbeiro estão morrendo, este fato é que a visão de barbeiro são de pessoas mais idosas, que realmente tratavam de barba e cabelo a moda antiga. Hoje os corte de cabelo e até a alto produção das pessoas vem eliminado esse serviço.
    Perto de onde mora em BH no Bairro Calafate, existeia um tradicional que fechou em agosto ( motivo um dos irmão morreu, outro ficou deprimido e foi se tratar o terceiro estva cançado e parou de trabalhar )
    Sendo assim concluo que algumas atividades profissionais realmente estão chegando ao fim, ficando apenas alguns ” últimos moicanos” da profissão, que logo perderão sua machadinha e arco e flecha.

    Por Fernando Paiva em dez 24, 2007

  6. Eu ja fui barbero começei com ah profissão de barbero em 15/03/82,mas com o prejuizo,que estava tendo, nao estava mas ganhado quase nada,eu fechei minha barberaria em 19/09/99.
    Apenas por prejuio e hoje em dia vejo muitas gente também fechando,por causa do prejuiso.Hoje em dia os Homens esta fazendo barba em casa.

    Por Olair dias em mai 28, 2008

  7. Acredito q a profissão de barbeiro, realmente esta ficando estinta,(acabando),sou barbeiro, dei muitos cursos de corte de cab elo e barba(barbeiro), e sinto que os salões de beleza, tomaram conta de uma forma devastadora,e os homens estaõ cada vez mais vaidosos, é uma grande desafio ter uma barberia hoje em dia, é preciso inovar tb, no ramo de barbeiro, se aperfeiçoando, como por exemplo, fazer cortes como desenho artistico, muito usado pelos negros,fazer aperfeiçoamento em cortes modernos, novas técnicas de cortes masculinos, pois se ficar no corte tradicional, vai ter prejuizo, colocar uma manicure, um engraxate,ter lavatório,secador,etc…Só assim o barbeiro vai sobreviver, pode crer, caso contrário vai fechar a barberia definitivamente.

    Por juarez Freire em jun 20, 2008

  8. oi gente eu tenho 16 anos trabalho em barbearia em relação da juventude
    qui nao querem exerce essa profisão eu acho qui nao eu jáh vi muitos garotos da minha idade i até menos trabalhando em barbearia e tão levando muito a sériu tão pegando firme na profisão aqui em salvador -BA
    E eu tambem estou mim dedicando nessa profissão e não largo não porque é uma profissão qui está mim dando beneficios bons e está mim trasendo com minha perfeição com a navalhia muitos clientes

    Por cleison em fev 9, 2009

  9. acredito na profissao de barbeiro e respeito e adimiro sou cabelereiro e faço barba tive salao unisex por 10 anos mas minha paxao e tao grande pela profissao de barbeiro que estou abrindo uma porta na minha casa para me dedicar a essa profissao pesso ajuda aos meus colegas barbeiros com todo respeito sou cabelereiro quero ser barbeiro essa arti e maravilhosa meus respeito a todos que a axersi essa funçao si dependessi di mim nao acabaria nunca obrigado

    Por lourival teixeira 43 anos em ago 5, 2009

  10. A profição de barbeiro é muito bonita, fiz
    curso de cabeleireiro mas o que eu quero mesmo
    é trabalhar como barbeiro.

    Estou a procura de um dvd de barbearia que
    possa me ajutar principalmente com tecnicas
    de barba., se puder me indicar algum eu
    agradeço.

    Por Ronaldo Antônio da silva em out 6, 2009

  11. Meu avô trabalhou em Camucim de são Felix-PE e Bezerros-PE por mais de 50 anos, meu pai, em Caruaru-PE, 56 anos eu ja vou com vinte anos de profissão. E sabe de uma coisa, agora é q é bom, vc ganha dinheiro, nunca vc vai quebrar; só se for muito burro ou mau profissional. E quem disse que a profissão está em extinção estar redondamnete enganado, pois, os pais trazem os filhos que trazem seus filhos(netos) que trazem seus sobrinhos, amigos de escola, vizinhos e por ai vai e vai longe. E o que vc encontra em uma barbearia além de cortar cabelo e fazer barba? Além de se atualizar em diversos assuntos tem um bom bate papo com os barbeiros que conhecem um montão de gente e sabe dar informação de quase todo mundo. Numa barbearia é um bom lugar p/ paquerar e fazer amizades. Ora não me diga que nunca ouviu a história do barbeiro que casou com a tia que trazia o sobrinho ou da manicure que casou com o doutor. Amigo pode mudar de opinião, a tecnologia não derruba a barbearia…

    Por Clériston em nov 15, 2009

  12. A profissão de barbeiro nunca ira ser extinta e cada vez mais gratificante ao final de cada dia vc contabilizar o seu lucro realmente o que falta e cada vez buscarmos melhoramentos para um melhor atendimento podem terem certeza essa profissão ainda vai longe parabens para os novos barbeiros que estão emcorporando essa linda arte de fazer bonito estou nela a 28 anos agradeço a Deus

    Por cezar augusto em abr 20, 2010

  13. concordo plenamente quanto a dizer que a profissao de barbeiro nao tera um fim,pois as pessoas estao principalmente os homens cada vez mais vaidosos e as tecnicas melhoraram muito.e diga-se de pssagem que esta e uma profissao em que o bom profissional ve rapidamente o resultado de seu trabalho.

    Por valdir em jun 5, 2010

  14. eu fiz um curso de barbeiro em ctba e venho atuando a 1 ano e estou muito satisfeito

    Por marcleo em jun 8, 2010

  15. oi tenho 32 anos e desde dos 13.corto cabelo tenho minha barbearia e ja preparei meu irmao que tambem ja tem a sua e meu filho de 14 anos de idade ja trabalha comigo depois do horario da escola.vejo que a profissao nao esta extinta falta profissionais na area que queira pssar o que aprendeu para outros para que assim continue crescendo e nascendo novos profissionais e barbearias para isso depende de cada um de nois e ja somos qualificados. um abraço e boa sorte a cada um novo e tambem a os mais antigos barbeiros.

    Por samuel salustiano em set 18, 2010

  16. penso em dar curso profisionalizante para barbeiro e precisso saber como fazer para adiquerir certificados legal e reconhecido para que essa arte contue passando de geraçao a geraçao tenho 32 anos e trabalho na profissao desde os 13 anos e sustento minha familia do meu trabalho na barbearia que somam 6 eu espossa e 4 filhos uma 16 um 14 um casal 12 gemeos casei com 15 fui pai com 16 tenho 17 de comvivio comjugal e uma da maior sastifaçao e atender apopulaçao com uma tessoura um pente e uma navalha na mao sou de recife pe e cortando cabelo represento meu estado aonde estiver.abraços

    Por samuel salustiano em set 18, 2010

  17. legal, muito legal,todo esse animo e acima de tudo, a fé na profissão parabens a todos que deram o seus comentarios de auto estima profissional. e é isso mesmo,inventaram a maqina de cortar cabelo mas nao ensinaram ela a dar o acabamento,(ainda e espero que nunca), e parabens a todos que apesar de querer dar a seus filhos uma profissao melhor, estão ensinando-os , um dia se tiverem boa vontade podem sair do aperto contando só com a boa vontade própria, parabéns ´todos

    Por eder em set 21, 2010

  18. SOU BARBEIRO HA 13 ANOS TENHO MEU SALAO NO CENTRO DA CIDADE ONDE MORO E ESTOU SATISFEITO POIS ACLIENTELA SÓ TEM AUMENTADO E É SUPER FIEL. ACREDITEMOS NA PRIFISSÃO E BOLA PRA FRENTE.
    Misa-Cotia SP

    Por MIsa em dez 9, 2010

  19. Depois de 20 anos na área administrativa, boa parte em comércio exterior, me estressei e resolvi tentar a área de beleza do cabelos. Eu me apaixonei pelo trabalho de corte masculino e pretendo ser uma exímia barbeira. Ainda nem terminei meu curso e já tenho clientes fiéis. Agora, é só uma questão de concluir os cursos e abrir o meu salão. Se depender de mim, sempre haverá uma barbearia com atendimento nota 1000! Santos, 11/jan/2011.

    Por Sílvia de Souza Araújo em jan 11, 2011

  20. Olá amigos, a profissão de barbeiro é excelente,mas para que funcione precisa-se de:
    ponto,bom atendimento,preço;sendo que o último paga-se se tiver os dois primeiros, sabendo que ponto se faz.
    O bom profissional sempre terá seu espaço.Sou filho de barbeiro e de cabelereira, ganho a vida e sustento minha familia desse dom que Deus me deu. Já tive salão unisex, hoje tenho barbearia estou satisfeito.
    Alvaro Domingues Carazinho RS

    Por Alvaro Domingues em jan 20, 2011

  21. Ola amigos,moro em Brasilia,casado,pai de dois lindos filhos e estou com a intençao de abrir uma barbearia. Porem, aqui nao encontro o curso especifico de barbeiro, somente de cabeleireiro, o que fazer neste caso alguem pode me ajudar se estarei no caminho certo fazendo o curso de cabeleireiro?

    Por carlos alberto em mai 24, 2011

  22. ola carlos alberto,è dificil encontrar curso de barbeiro,aconcelho que voce faça o de cabeleleiro,pois é inportante o certificado não para cortar,cabelo masculino mais para esperiencia total,na area de beleza os cuidados necesario com os crientes,ex;troca de laminas, linpeza dos materiais e do ambiente de trabalho,sabendo quer dependendo do seu enpenho,voce faz uma crientela dentro do proplio curso,por isso aprende tudo um pouco mais dediqui-se bem no cortes maiculinos e serais,mais um dos grandes barbeiros!e que deus te abençoe,sou de recife pe corto cabelo desde os 13, ano passado um do meus filhos ja cortava cabelo este ano sâo dois o de 15 e o que fez 13 eles sao uma bençao e mim ajudan muinto,abraços a todos…

    Por samuel salustiano em jun 24, 2011

  23. Concordo com o Samuel, você fazer o curso de cabeleireiro será muito mais gratificante. É uma
    profissão que está em alta e você pode até optar
    em faze as duas coisas ou só cortar cabelos.
    Não concordo com o com os comentário de que está extinto a profissão de barbeiro porque o salão de
    barbeiro não é só pra fazer barba, e sim: cortar
    cabelos também.

    Israel Costa

    Por Israel Costa em jul 31, 2011

  24. Concordo com o Samuel, você fazer o curso de cabeleireiro será muito mais gratificante. É uma profissão que está em alta e você pode até optar em fazer as duas coisas ou só cortar cabelos. Cabeleireiro(a) é uma profissão que está dando muito lucro.
    Não concordo com o com os comentário de que está extinto a profissão de barbeiro porque o salão de barbeiro não é só pra fazer barba, e sim: cortar cabelos também.

    Israel Costa

    Por Israel Costa em jul 31, 2011

  25. Olá amigos,estou na profissão a dois anos, Estou amado. Barbearia esta bombando. Muito feliz com clientes e esta melhorando a cada dia. barbearia fica no Bairro Barcelona na Serra ES. BARBEARIA ¨PRIMOS¨

    Por Luiz Fernando de souza Ferreira em set 25, 2011

  26. tenho uma barbearia em carazinho-rs estou muito feliz, pois sustento minha familia,e sou bem sucedido,graças a Deus. obs jesus esta neste negocio.obrigado!!!

    Por leandro esteriz em out 29, 2011

  27. Estou querendo abrir uma barbearia pois toda vez que vou corat o cabelo sou obrigado a ir em em um salão unisex. pois as barbearias não tem qualidade, os abientes são insalubres ( sem higinie)pararam no tempo. Não me cinto a vontade no salão pois o papo e de mulher.

    Por Mauro Motta em abr 30, 2012

  28. Estou concluindo o curso de cabelereiro e quero muito fazer um curso de Barbeiro, alguém sabe onde posso procurar? Sou do interior Ribeirão Preto.

    Por Elaine em jun 11, 2012

Coloque um Comentário