AME Mais de São Vicente entra em funcionamento em meados de maio | Jornal Vicentino

AME Mais de São Vicente entra em funcionamento em meados de maio

Artigo   0 Comentário
Espaçamento entre linhas+- ATamanho da Fonte+- Imprimir este artigo
AME Mais de São Vicente entra em funcionamento em meados de maio

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME MAIS) de São Vicente deve começar a atender o público em meados do mês de maio. No momento, OS (Organização Social), vencedora da licitação, está terminando a contratação a mão de obra e o Estado termina a instalação do sistema de ar-condicionado do local.
A informação é do deputado estadual Caio França, que intermediou a chegada do equipamento para a Cidade. “Estamos terminando a instalação do ar, que veio do Exterior, doado por uma empresa privada. Estamos correndo para que até 15 de maio já esteja atendendo as pessoas”
A Prefeitura entregou o espaço para o Governo do Estado durante as comemorações do aniversário da Cidade. O espaço contará com 27 especialidades médicas, entre elas Cardiologia, Oftalmologia, Dermatologia e Endocrinologia; e não médicas, como Nutrição, Psicologia e Fisioterapia. Também oferecerá exames diagnósticos e terapêuticos, como raios X, mamografia, ecocardiograma e colonoscopia. Será o único da região que, além de exames e consultas, realizará pequenas cirurgias.
Estão sendo investidos R$5,2 milhões em equipamentos pelo Governo do Estado, responsável pela gestão. A previsão de custeio é de R$ 10,7 milhões em 2018. Após treinamento dos profissionais da área, quando ativado, a expectativa é de que o AME receba mensalmente 4,7 mil consultas médicas, 670 consultas não-médicas, 1,3 mil exames diagnósticos e cerca de 400 procedimentos cirúrgicos de maior e menor complexidades.
O agendamento das consultas será feito pelos próprios postos de saúde do Município, de acordo com o sistema informatizado da Secretaria da Saúde. Quanto ao paciente submetido a cirurgias na unidade, na maioria dos casos, a alta médica será dada no mesmo dia.
Fácil acesso – O deputado estadual Caio França, que lutou neste mandato para a chegada do equipamento, ressaltou que a Cidade nunca teve nenhum equipamento de saúde custeado 100% pelo Estado e destacou a definição por uma localização estratégica. “A Presidente Wilson é uma avenida de fácil acesso, todos conseguem chegar, seja de ônibus, lotação ou condução própria”.
Distribuída em quatro andares, a unidade terá 13 consultórios, 18 salas para exames, duas salas cirúrgicas, uma sala de curativo, três salas de repouso com quatro leitos masculinos, quatro femininos e dois pediátricos, além de espaços de específicos para acolhimento, enfermagem e recuperação.

Artigo   0 Comentário

Clique na capa e veja a versão impressa

 CONFIRA A EDIÇÃO DIGITAL DE 26 DE MAIO

capacapacapa

 

 

 

 


EDIÇÕES ANTERIORES - CLIQUE AQUI



Enquetes

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.