Márcio França entrega equipamentos no Terminal Barreiros e diz que é 1º passo para chegada do VLT na Área Continental | Jornal Vicentino

Márcio França entrega equipamentos no Terminal Barreiros e diz que é 1º passo para chegada do VLT na Área Continental

Artigo   0 Comentário
Espaçamento entre linhas+- ATamanho da Fonte+- Imprimir este artigo
Márcio França entrega equipamentos no Terminal Barreiros e diz que é 1º passo para chegada do VLT na Área Continental

Três novos equipamentos que integram o Terminal Barreiros, estação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), foram entregues na manhã desta quarta (9). São eles: bicicletário, pátio de estacionamento e manobras e um edifício de apoio. Os serviços possibilitam uma maior comodidade para os passageiros, especialmente os ciclistas, que contam com mais segurança no embarque.

O pátio de estacionamento e manobras foi construído para dar apoio operacional à circulação dos veículos no sentido Barreiros-Porto. Ele tem capacidade para comportar seis VLTs. Outro pátio já existe no Terminal Porto, em Santos. Já o edifício de apoio abriga a sala administrativa, a sala de descanso para os condutores e sanitários.

Com capacidade para 100 bicicletas, o bicicletário funciona no mesmo horário de operação do VLT (de segunda a domingo, das 5h30 às 23h30). A novidade proporciona mais segurança os usuários de bicicleta oriundos dos outros bairros.

Algumas das autoridades vicentinas marcaram presença, entre elas o prefeito Pedro Gouvêa, o vice-governador Márcio França, o deputado Caio França e secretários municipais.

Márcio França, responsável pela implantação do projeto na Cidade, ressaltou a importância do novo dispositivo. “O próximo passo é a expansão do trajeto até a Área Continental”. França afirmou ainda que o laudo da Ponte A Tribuna, sobre o Canal dos Barreiros, está em andamento, para avaliar se o trecho suporta a passagem do veículo.

Caso seja assegurado, haverá uma baldeação. Isso significa que um dos trens fará o trajeto da Área Continental até o Terminal Barreiros e, de lá, os passageiros embarcarão em outro trem até o Terminal Porto. Deste modo, o VLT contemplará a região, que atualmente tem 130 mil habitantes.

“Sem esse pátio, não haveria a possibilidade de fazer essa extensão. Já existe o projeto básico. Quem sabe este ano já tenhamos isso pronto para pensarmos na licitação”, completa.

Diretor-presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Joaquim Lopes afirma que a fase 3 pretende estender o trecho até o Samaritá, 7 quilômetros depois da Ponte. Quanto ao bicicletário, é o primeiro das 14 estações.

O deputado estadual Caio França destaca a efetividade do serviço, em especial com a implantação da nova fase. “A gente percebe que São Vicente vem usando cada vez mais o equipamento. É um transporte de alta qualidade, não poluente, rápido, seguro e confortável”. Sobre a extensão do VLT na Área Continental, Caio destacou que “há uma grande demanda desse lado da Cidade que precisa utilizar um transporte dessa qualidade”.

Artigo   0 Comentário

Clique na capa e veja a versão impressa

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A VERSÃO DIGITAL DESTA QUINTA-FEIRA (16/11) DO JORNAL VICENTINO

large-1897475-1


EDIÇÕES ANTERIORES - CLIQUE AQUI



Enquetes

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.